Sua história, sua caminhada com Cristo: Cícera

Oi meus amores, tudo bem por aí?

   Hoje eu venho dar continuidade ao quadro que tem o intuito de espalhar a caminhada com Cristo de pessoas comuns, incentivando a outras pessoas que estão passando por momentos difíceis a continuarem a caminhada e que não venham nem pensar em desistir. Quem me conhece sabe que amo ouvir histórias e principalmente da caminhada com Cristo de alguém. E para continuar esse quadro eu convidei uma grande amiga minha, que é muito linda, para que nos contasse sua incrível história de vida e ela veio nos contar o seu grande testemunho, glorificando a Deus. Se você tiver vontade de ver sua história aqui no Blog, então me envia por e-mail: umcoracaoigualaoteu@outlook.com com algumas fotinhas de momentos especiais que você narra na história. Agradeço muita a linda da Cícera por contribuir com o Blog, um milhão de beijinhos para ela. E para você que não conferiu a última história do Blog, que foi contada pela linda da Adriana e quer conferir, clique aqui.

3,2,1… Sua história e sua caminhada com Cristo: Cícera

   Olá, me chamo Cícera e a pedido da Vick, hoje eu venho lhes contar minha história. Eu tenho 38 anos, nasci em Juazeiro do Norte/CE e atualmente moro em Campinas/SP. Vou voltar um pouco no tempo até chegarmos nos dias de hoje, para que vocês possam compreender a minha história. Meu pai Lourival e minha mãe Edileusa, minhas irmãs Damiana, Maria e eu morávamos no interior do nordeste num lugar chamado Pedrinhas, em um sítio muito grande que não era nosso, mas morávamos ali apenas para tomar conta e eu amava aquele lugar.

 Lembro do meu pai ajudando muitas pessoas, mas infelizmente ele gostava muito de festas e nos deixava sozinhas. Acabava que sempre ele e minha mãe brigavam por conta de suas saídas. Até que completei oito anos e fomos morar em outro bairro e ali era perto da casa da minha avó paterna e ficamos ali alguns anos. Meu pai começou a trabalhar viajando como vendedor e passaram-se três meses sem que ele nos desse notícias e até pensamos que ele havia morrido, mas foi somente um susto. Minha mãe engravidou da minha irmã Socorro e nós nos mudamos para outro bairro onde ficamos cerca de dois anos. Meu pai sempre estava viajando a negócios e traindo a minha mãe. Resolvemos mudar de casa mais uma vez, mas no mesmo bairro, e eu já tinha 12 anos.

    Nós estávamos na nossa nova casa, ela era muito simples, a rua em frente estava começando a se formar, havia muito mato e poucos moradores, foi ali que conheci Juliana. Juliana era uma menina quieta, mas isso não impediu que tornasse-mos amigas, nós brincávamos o dia inteiro e era bem divertido. Na minha casa sempre faltava tudo, mas  mesmo assim todos éramos alegres. Meu pai acabou deixando a minha mãe, mas na verdade ele foi saindo aos poucos e ela nem percebeu que o coração dele já pertencia à outra mulher. A minha mãe sempre foi muito submissa ao meu pai e tudo que ele decidia, ela não questionava por medo de perdê-lo, mesmo assim ele acabou nos deixando e indo embora. Por muitas vezes ficamos sem ter comida em nossa mesa, eu e minhas irmãs tivemos que ir trabalhar em casa de família várias vezes para nos manter. Não demorou muito tempo e eu conheci o amor da minha vida, era irmão da Juliana que se chamava Jairo.

   Eu e minhas irmãs brincávamos muito com Jairo e os seus irmãos, aos doze anos, meu esposo e eu já sentíamos algo um pelo o outro. Mas aos 13 anos por alguns percalços nos afastamos, meu pai havia se unido talvez até então por união estável, com outra mulher na cidade de Fortaleza e veio para buscar minha irmã mais nova. Naquele momento eu e minhas irmãs passávamos por maus bocados, eu e a minha irmã caçula estávamos doentes e minha mãe que recebia uma miséria trabalhando nas casas de família, não poderia suprir-nos e por isso meu pai nos levou com ele, eu era  muito útil para ajudar a cuidar da minha irmã. Nesse pequeno período conheci a mulher do meu pai e também sua filha extraconjugal a Leda, que possuía praticamente a minha idade, o que me deixava surpresa.   A mulher do meu pai não concordava com a amizade entre Leda e eu.

    Nós ficamos lá uns seis longos meses, até que recebi uma carta de Jairo, reclamando sobre minha ausência e então após esse período, eu e minha irmã voltamos a morar com nossa mãe. Aos 15 anos tive o meu primeiro namorado, mas nada deu certo. Eu e Jairo temos a mesma idade e aos 16 anos ele me mandou um recado afirmando que queria me vê, eu sem desconfiar de nada, fui encontrá-lo e foi quando ele me falou que desde a primeira vez que me viu, ele não tirava os olhos do meu “chassi”.

  Começamos a namorar e namoramos durante 3 anos, anos muitos cíclicos e pérfidos. A família dele não apoiava esse relacionamento, achavam que a minha família era muito humilde e mesmo com contrariedades, Deus nos uniu e nada nos separou. Aos 18 anos, super apaixonada por Jairo, decidimos nos casar e após me casar, surgiram muitos pretendentes para mim, mas mesmo sem ter plausível conhecimento das coisas de Deus, perguntava-Lhe se aquele casamento era inútil e se deveria separar-me dele, mas nada nos separava, não importava os conflitos vividos.

   Casamo-nos e logo veio meu primeiro filho que se chama Philippe e se eu pudesse colocaria seu nome o chamando-o de “Sonho Realizado”.

    O meu segundo filho que se chama Saulo logo nasceu e dois anos haviam se passado desde o nascimento do Philippe. Se pudesse dar um significado ao nome do meu caçula, pô-lo-ia “responsabilidade”, pois com a vinda do Saulo meu marido tornou-se mais responsável.

    Algum tempo se passou e mudamos para nossa casa nova, que eu e  Jairo havíamos comprado. Nesse período o nosso sustento era dado pelo serviço que meu esposo prestava em uma locadora e pela arbitragem de jogos aos fins de semana.

   Com o desenvolvimento tangível no ramo futebolístico, Jairo sentiu a necessidade de ir para São Paulo para que pudesse crescer profissionalmente, pois no Estado do Ceará  ele era impedido de progredir na carreira. Então eu tive a ideia de irmos para a cidade de Campinas/SP onde moravam minhas irmãs do meio. Acredito que Deus já estava trabalhando em nossas decisões, a fim de nos guiar por seus planos e sonhos divinos. Tivemos a ideia de ir nos despedir da minha irmã caçula que morava em Fortaleza com meu Pai, antes de seguir para Campinas. Nessa época meu pai e também minha irmã já eram evangélicos da igreja Assembleia de Deus e toda a nova família do meu pai também o era. Meu pai tinha sido consagrado ao pastorado, naquele tempo eu não era muito tolerante com a fé cristã, por que não concebia a ideia do meu pai ter abandonado minha mãe e não ter voltado mais. Continuando… Fomos vê-los e visitamos a igreja que eles congregavam e naquela noite Deus falou com meu esposo e disse-lhe: “sai do meio da tua terra e da tua parentela, quero Eu, o Senhor, te abençoar”. Nós não levamos aquela profecia muito a sério e meu marido sempre caçoava do meu pai e de sua fé, mas meu pai sempre orava por nós.

   Chegamos a Campinas e passamos por muitas privações em nossa trajetória. Na rua em que morávamos havia uma igreja evangélica e diante daquelas circunstâncias, meu esposo resolveu entrar naquele local, aonde aceitou a Jesus Cristo como seu Único e suficiente Salvador, eu, meus filhos e minhas irmãs com seus maridos e filhos também foram. Hoje meu marido concluiu o bacharelado em Teologia bíblica e está a poucos passos de pastorear uma igreja. Meus filhos são músicos da igreja aonde congregamos a igreja Batista Filadélfia e posso hoje sem sombra de dúvidas vê a palavra de Deus se cumprindo sobre a minha vida. Infelizmente meu pai já não está mais conosco, esse ano ele foi vencido por uma enfermidade e nós perdemos um pai, um avô, um marido, um homem de Deus, mas o Jardineiro da Vida sabe quando colher as suas mais belas flores. Contudo Jesus recuperou meu casamento e a família que satanás tentou dizimar. Arrependo-me apenas por ter tardado em reconhecer Jesus como meu Único e suficiente Salvador. ALELUIA!!! Eu concluo dizendo que eu agora sou de Deus, agradeço e glorifico a Deus por tudo que Ele fez e ainda faz em minha vida.

BOM MEUS AMORES ESPERO QUE TENHAM GOSTADO, NÃO SE ESQUEÇAM DE DEIXAR A SUA OPINIÃO AQUI NOS COMENTÁRIOS, POIS EU AMO OUVIR VOCÊS. SE VOCÊ AINDA NÃO É CADASTRADO NO BLOG, ENTÃO VAI AQUI EM BAIXO E DEIXA O SEU E-MAIL PARA RECEBER TUDO DO BLOG. NÃO SE ESQUEÇA DE ME SEGUIR NAS REDES SOCIAIS, ENTÃO CURTAM A PÁGINA NO FACEBOOK UM CORAÇÃO IGUAL AO TEU, ME SIGA NO INSTAGRAM @UMCORACAOIGUALAOTEU. UM MILHÃO DE BEIJINHOS, FIQUEM COM DEUS!
wp-1471976184247.gif
Anúncios

2 comentários em “Sua história, sua caminhada com Cristo: Cícera

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s